interracial dating
interracial dating
free dating sites uk
christian dating
FacebookYouTubeTwitter

AAUTAD

Versão para impressão
PDF

Programa “retomar” combate abandono escolar por questões financeiras

Após reivindicação constante das associações académicas, o Governo acaba de lançar o programa “Retomar”, que pretende apoiar alunos que tenham desistido dos seus estudos por motivos financeiros. Esta é uma luta de há já algum tempo, por parte das académicas, principalmente através do E.N.D.A, Encontro Nacional de Direcções associativas, que, tem vindo a alertar o ministério da ciência e educação, repetidamente, do problema crescente do abandono escolar, pró falta de meios financeiros do aluno e da sua família.

Aliás, a própria associação Académica da UTAD, lançou um inquérito em 2012, que foi realizado em várias academias de todos o país, que dava conta das crescentes dificuldades dos estudantes, principalmente com o agravar da crise económico-financeira que se abateu no país. No total, 48 por cento dos cerca de quatro mil estudantes que participaram no inquérito, afirmaram que passavam dificuldades financeiras, e desses, 35 por cento assinalaram que temiam ter de abandonar os estudos por falta de condições financeiras.

No passado mês de Outubro, numa reunião que juntou o ministro da educação e ciência, o secretário de estado do ensino superior e representantes das associações académicas, os governantes mostraram abertura para trabalhar num programa para incentivar o regresso de ex-alunos às universidades, com especial atenção àqueles que estão em situação de desemprego.

O programa “Retomar”, surge assim, ao abrigo do Plano Nacional de Implementação de uma Garantia Jovem (PNI-GJ), que tem vindo a ser debatido e delineado, numa parceria entre a Secretaria de estado do Ensino Superior, o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, a Direção Geral de Ensino Superior, as associações e federações académicas de estudantes.

O programa “Retomar” oferece uma bolsa de 1200 euros por ano, a todos os estudantes que regressem às instituições de ensino superior para concluir os ciclos de estudo que conduzam ao grau de licenciado, em ciclos de estudos integrados conducentes ao grau de mestre e em ciclos de estudo conducentes ao grau de mestre.

A candidatura ao programa “retomar” deverá ser feita, através do sítio da Direção Geral do Ensino Superior, na plataforma Retomar (http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Estudantes/Retomar/).

 

As candidaturas já estão abertas e poderão ser feitas até ao dia 30 de Setembro.

Versão para impressão
PDF

Três atletas da AAUTAD no Campeonato Europeu Universitário

Três atletas de ténis de mesa, representantes da Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, conseguiram classificar-se para o Campeonato Europeu Universitário da modalidade.

João Pedro Silva Vieira, aluno do segundo ano do curso de Educação Física e Desporto Escolar, Miguel Ângelo Mendes, aluno do primeiro ano de Ciências do Desporto e Rafael Oliveira Vaz, também aluno do primeiro ano de Ciências do Desporto, vão participar neste evento desportivo, que, este ano, se realiza em Roterdão, entre os dias 24 de Julho e 8 de Agosto.

Este será o segundo ano em que se realizam os Jogos Europeus Universitários, sendo esperada a participação dos melhores estudantes atletas vindos de 45 países.

No que refere ao ténis de mesa, a competição realizar-se-á entre os dias 24 e 27 de Julho.

O Campeonato Europeu Universitário é co-financiado pelo programa da União Europeia Erasmus + .

 

 

Versão para impressão
PDF

Nacional de Minitrampolim

AAUTAD fecha a época com chave d'ouro - 3 Pódios Nacionais


A Secção de Ginástica da AAUTAD participou com uma delegação de 14 ginastas, no passado sábado, na cidade de Faro, no Encontro/Campeonato Nacional de Minitrampolim, organizado pela Federação de Ginástica de Portugal em colaboração com a Associação de Ginástica do Algarve.

No Encontro Nacional de Minitrampolim, prova destinada aos ginastas infantis, com classificação final apenas por equipas, participou o ginasta Márcio Teixeira (sem equipa) e as ginastas, Jéssica Jorge, Mariana Alves e Rita Bessa que constituíram equipa e alcançaram o 7º lugar.

No Campeonato Nacional de Minitrampolim destinado aos ginastas entre os escalões iniciados e seniores a AAUTAD, com grande tradição nesta especialidade, conseguiu bons resultados incluindo, três títulos nacionais:

Iniciados Fem. (11-12 anos) - 36º lugar Filipa Lisboa e 37º Marta Barroso; Juvenis Fem. (13-14 anos) - 9º lugar Ana Ferreira, 17º Ana Alves e 23º Beatriz Lopes conquistando, estas três ginastas, o título de Campeãs Nacionais por Equipas; Juniores Masc. (15-16 anos) - 4º lugar José Batista; Juniores Fem. (15-16 anos) - 3º lugar Catarina Dinis e 9º Maria Lima; Seniores Fem. (≥ 17 anos) - 3º lugar Gabriela Sousa e 12º Ana Vieira.

As ginastas medalhadas individualmente, Catarina Dinis e Gabriela Sousa, demonstraram grande segurança nas suas séries possibilitando, assim, a conquista dos respetivos lugares no pódio. De realçar, também, o honroso 4º lugar que o ginasta José Batista alcançou fruto da excelente performance demonstrada em prova.

Deste modo, a secção de ginástica da AAUTAD fecha a época com chave d'ouro, uma das melhores épocas de sempre, culminando assim, em sete anos de existência, com 10 títulos nacionais e 3 internacionais.

Por último e não menos importante, queremos agradecer a todos os pais que nos acompanharam, pelo seu apoio e boa disposição demonstrados durante toda a competição.

 

Hugo Laranjeira

Versão para impressão
PDF

XVI OPEN AAUTAD

 

 

 

Anteriormente protelada devido a condições meteorológicas adversas, os tenistas da Associação Académica da UTAD organizam no próximo fim-de-semana (dias 26 e 27), mais uma edição do Open AAUTAD… se não chover!


 

Este mês deveria ser o período mais quente do ano, no qual os graus Celsius sobem consideravelmente, o mapa dos fogos florestais vs índice de risco de incêndio está vermelho-labareda e no litoral o areal das praias cobre-se de toalhas. Mas, curiosamente, de forma pouco simpática e sem convite, a chuva tem “condicionado” (o termo é eufemístico!) as actividades tenísticas deste período estival. Quer dizer, o Open AAUTAD pode ser novamente interrompido e/ou adiado. Mas nunca para as calendas gregas! Não obstante, o programa competitivo do torneio, tal como é da praxis, englobará as variantes de singulares e pares. Em forma de analepse, na última edição, a grelha de singulares resultou, mais uma vez, numa final 100% de tenistas da AAUTAD. Sumulamente, e a partir das ½ finais, os dois primeiros designados da competição, Carlos Neves, do portuense Estrela Vigorosa Sport, e Hugo Spratley (AAUTAD), tiveram destinos diferentes no acesso à derradeira contenda e respectiva disputa do troféu principal. Na passagem ao último encontro, Spratley eliminou José Almeida do conceituado Clube Ténis do Porto por pesados 6/1, 6/0 e, do outro lado do quadro, o tenaz representante da AAUTAD, Hugo Sousa, defrontou e bateu Carlos Neves, primeiro cabeça-de-série, vencendo por duplo 6/2. Na final, num encontro entre colegas de equipa, o resultado foi fixado em 6/3, 6/2 a favor de Spratley. Na final de pares, estiveram em liça a antiga dupla de campeões regionais absolutos da variante da AAUTAD, Hugo Spratley / Amadeu Fernandes (na foto), que forjaram mais uma “dobradinha” ao bater, pelos cómodos parcelares de 6/1, 6/0, a parceria José Almeida (CT Porto) e João Lourenço (AAUTAD). Resumindo… numa prova de categoria sénior, os títulos ficaram na posse dos veteranos Spratley e Fernandes. Para esta 16.ª edição e como canal preferencial, os portadores da Licença FPT devem proceder à respectiva inscrição até esta 5.ª feira, dia 24, através do e-mail - Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

AF.

Post Scriptum:
Este texto foi escrito com manifesta inobservância do Acordo Ortográfico.

 

 

 

Versão para impressão
PDF

Campeonato Regional Veteranos

Depois de vários títulos no regional absoluto, Henrique Vaz, tenista da AAUTAD conquista primeiro troféu de campeão veterano +35


Organizado pela Associação Regional de Ténis de Vila Real (sede em Chaves), tendo como anfitrião o Ténis Clube de Chaves, decorreu nos rápidos courts do clube flaviense mais um Campeonato Regional de Veteranos. Esta competição, a mais importante do grupo no calendário regional e constante das provas oficiais da Federação Portuguesa de Ténis, atribuiu neste escalão +35 o título de melhor “raquete” em singulares. Neste evento, o reconhecidamente talentoso representante da AAUTAD, Henrique Vaz, justificou as suas credencias. O atleta da academia transmontana - ex-tetra campeão regional absoluto e duplo vice-campeão nacional universitário - potenciou créditos bem firmados e acedeu com distinção ao último encontro. Para tal, e nas ½ finais, Henrique Vaz fez jus à sua competência tenística, ultrapassando a tenacidade de Rafael Feliciano (TC Chaves), por convincentes 6/3, 6/1. Com este triunfo, Vaz ganhou o direito de defrontar, na final, o primeiro cabeça-de-série e n.º 30 da respectiva classificação lusa, Ricardo Lopo, do TC Chaves. Na luta pelo ambicionado título de singulares e debaixo de um calor respeitável, o ritmo foi elevado, com intensidade de parte a parte. Na partida inicial e após alguns erros não-forçados, Vaz teve de recuperar de uma desvantagem de 2/4, pondo em prática muito do seu vistoso arsenal “bélico”! Pancadas mais fluidas, bola mais “pesada” e muita “pólvora” nos winners antes de fechar o primeiro parcial por 6/4. E, claro, jogo intenso foi sinónimo de desgaste físico! No segundo set, com longas trocas de bolas, a disponibilidade atlética do jogador da AAUTAD foi diminuindo e este chegou mesmo a ficar prostrado no chão devido ao surgimento das famigeradas cãibras. Neste momento, o marcador registava um 3/5 favorável ao valoroso elemento da casa, Ricardo Lopo. Após um estiramento do segmento corporal bloqueado e da realização de uma suave massagem sobre o músculo contraído, no caso, a face interna da coxa (quadríceps), o tenista da AAUTAD retomou a contenda, mas não evitou que Lopo estendesse a discussão do título ao decisivo super tie-break! Ou melhor, Vaz teve a lucidez de não desperdiçar energias nesse set e focar toda a sua estratégia tenística no último parcelar. Nesta fase, alicerçado num slice de esquerda incisivo, profundo e de ressalto muito baixo, o titulado atleta da AAUTAD rapidamente alcançou o 5/0, desatando posteriormente este verdadeiro super “nó de gravata” por expeditos 10/3. Resumindo, os parciais de 6/4, 4/6 e 10/3, dizem bem da emoção desta final, onde Henrique Vaz (na foto, à esquerda) conquistou o primeiro troféu de campeão regional de veteranos singulares para o seu palmarés.

AF.

 

Post Scriptum:
Este texto foi escrito com manifesta inobservância do Acordo Ortográfico.